Em agosto a Fiocruz Amazônia intensifica celebrações dos seus 25 anos

Instituído oficialmente por meio da Portaria Fiocruz nº 195, de 19 de agosto de 1994, como Escritório Técnico da Amazônia (ETA-Fiocruz), o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) completa em agosto 25 anos.

As comemorações do seu jubileu vão ocorrer até 2020, com uma programação variada que inclui eventos científicos, de popularização da ciência e de geração e difusão do conhecimento científico e tecnológico, voltado para a promoção da saúde, qualidade de vida, meio ambiente, sustentabilidade e cidadania.

O jubileu do ILMD/Fiocruz Amazônia vem sendo pensado desde o início deste ano e, com o apoio da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), um selo foi criado especialmente para este aniversário.

ALEAM

Numa propositura da autoria da deputada estadual Alessandra Campelo, no dia 23 de agosto, às 13h, uma Sessão Especial, a ser realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), marcará o jubileu do ILMD/Fiocruz Amazônia, com o reconhecimento parlamentar da importância da instituição para o Amazonas.

A Sessão Especial será realizada no Plenário Ruy Araujo, na Av. Mario Ypiranga Monteiro, 3.950 – Parque 10. O evento é aberto ao público.

Na ocasião será lançada a 4ª edição da Fiocruz Amazônia Revista, uma publicação de divulgação científica do ILMD, que numa edição especial trará um resgate histórico do Instituto.

MOSTRA DE FILMES

As celebrações do jubileu deram início em junho, com a mostra de filmes de “Adrian Cowell – Um olhar sobre a Amazônia”, que abordou questões socioambientais e políticas da Amazônia Brasileira. O evento aconteceu entre os dias 12 e 14 de junho, no Casarão de Ideias, que fica no Centro de Manaus.

Para acompanhar as celebrações do jubileu do ILMD/Fiocruz Amazônia acesse e curta a fanpage

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas

PPGBIO divulga novas datas de defesa

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) informa novas datas de defesa, do curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação).

As apresentações acontecem na sede da Fiocruz Amazônia, situada à Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus.

CONFIRA:

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagens: Mackesy Pinheiro

Pesquisador da Fiocruz Amazônia recebe homenagem da Câmara Municipal de Manaus

O pesquisador e chefe do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia do Instituto Leônidas & Maria Deane (Lahpsa-ILMD/Fiocruz Amazônia), Júlio César Schweickardt recebeu nesta quinta-feira (25), o diploma de cidadão de Manaus, de propositura da vereadora professora Jacqueline Pinheiro. A solenidade de outorga aconteceu no plenário Adriano Jorge, localizado no Paço Municipal de Manaus.

Dos 27 anos que Schweickardt vive no Amazonas, 17 foram dedicados ao desenvolvimento de pesquisas no campo da saúde do Estado, onde o pesquisador continua coordenando estudos na área de História da Saúde e das Ciências, Antropologia da Saúde, Políticas Públicas de Saúde e Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, orientando dissertações e teses, além de ser autor de diversos livros e artigos científicos.

Para a vereadora, a homenagem é um merecido reconhecimento, promovido pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), pelo trabalho desenvolvido pelo pesquisador no Amazonas, e especificamente na capital. “A honraria é uma das mais importantes homenagens feitas pela casa do povo a pessoas que de fato contribuem para o avanço do estado e deixam um legado significativo para a sociedade. É uma alegria enorme poder conceder o título de cidadão de Manaus ao doutor Júlio César. Nos sentimos gratos e privilegiados por sua existência e atuação na cidade”.

O pesquisador em seu discurso de agradecimento lembrou seu momento de chegada a Manaus e sua trajetória na cidade. “Há algum tempo me apresento fora daqui como sendo um manauara nascido em Porto Alegre, dois extremos que se unem nas histórias e que trazem o que representa esse país nos extremos, belo, desigual, injusto, alegre, cultural, acolhedor, preconceituoso, rico, pobre, quente, frio. Aprendi a ver o mundo, o Brasil, a Amazônia, a partir de Manaus, ou seja, se tornou o meu lugar de falar e de olhar para todos os outros lugares. Manaus tem muitas cidades invisíveis, que não aparecem no olhar apressado de turistas. Cidades que fui aprendendo a ver nesses 27 anos”, disse Júlio César, completando que “o primeiro peixe que comi foi o jaraqui. Me sinto muito orgulhoso e honrado de, a partir de hoje, dizer: agora é lei, sou manauara”.

Kátia Schweickardt (esposa), Júlio César Schweickardt, vereadora Jacqueline Pinheiro.

O HOMENAGEADO

Júlio César Schweickardt  é doutor em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz, mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), graduado em Teologia pela Escola Superior de Teologia e em Ciências Sociais pela Ufam e foi coordenador nacional da Associação Brasileira Rede Unida (2016-2018) e atualmente membro da coordenação nacional da entidade. Coordena a Série Saúde e Amazônia da Editora Rede Unida, com 8 livros publicados.

SOBRE O LABORATÓRIO

O Lahpsa tem como missão ser referência em pesquisa na área da saúde coletiva, atuando no tripé: desenvolvimento da pesquisa; formação de pesquisadores, profissionais e gestores de saúde; divulgação científica em saúde. Seus membros buscam atuar como sujeitos políticos nos espaços de debate das Políticas Públicas de Saúde e de Ciência, Tecnologia e Inovação na Amazônia.

O grupo tem como objetivo discutir, refletir, produzir conhecimento interdisciplinar acerca da saúde coletiva inserido no cenário amazônico. Os estudos e ações buscam contribuir com as instituições e a sociedade na construção de referenciais científicos que influenciam direta e indiretamente na qualidade de vida e da saúde das populações da região amazônica.

Lahpsa Fiocruz Amazônia, por Mirineia Nascimento
Fotos: Assessoria da Vereadora

Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia irá abordar biotecnologia de leveduras e processos fermentativos  

Na próxima sexta-feira, 26/7, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Biotecnologia de Leveduras e Processos Fermentativos”, a ser ministrada pelo pesquisador, Augusto Bücker, do instituo Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Segundo Bücker, a ideia é “colocar o estudante em contato com os problemas e desafios da Biotecnologia, quer seja na área acadêmica ou no setor industrial, expondo a necessidade do conhecimento multidisciplinar no desenvolvimento de bioprocessos na área da saúde”, explicou.

A apresentação ocorrerá no Sala de aula 1, no 1º andar, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

 SOBRE O PALESTRANTE

Bücker é graduado em Ciências Biológicas pela UNIVALI, especialista na utilização de biomassa para produção de biocombustíveis pela JICA e Universidade de Ryukyus, Okinawa-Japão, mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia pela UEA (2008) e Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Bioquímica da UFSC.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Fiocruz Amazônia promove aula inaugural do curso de especialização em saúde pública

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove na próxima sexta-feira, 26/7, às 9h, a aula inaugural do curso de especialização em saúde pública. Com o tema “ Que tipo de sanitaristas o SUS precisa? ”, a aula magna será ministrada pelo Prof. Dr. Emerson Elias Merhy, professor do mestrado profissional em APS e professor permanente da Pós Graduação do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do rio de Janeiro (UFRJ).

Na oportunidade, ocorrerá a assinatura interinstitucional do Acordo de Cooperação Técnica para atividades de Ensino entre a Fiocruz Amazônia e a Secretaria Municipal de Saúde. O evento visa também apresentar o curso de Especialização em Saúde Pública, objetivos, estrutura curricular e cronograma aos especializandos.

A abertura ocorrerá no Salão Canoas, auditório da Instituição, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

Emerson Merhy é graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo, mestre em Medicina (Medicina Preventiva) pela Universidade de São Paulo e doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas. É também livre-docente em Planejamento e Gestão em Saúde, pela Unicamp e professor Titular de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 2012, Campus-Macaé.

Atualmente é professor do Mestrado Profissional em APS e professor permanente da Pós Graduação do Instituto de Psicologia da UFRJ . Tem desenvolvido estudos no campo da psicossociologia crítica, comunidades ativas e a produção cotidiana como território de construção das redes vivas de existências, dando foco aos processos de subjetivação e os devires-vidas, humanas e não-humanas.

Coordenador dos Grupos de Pesquisa Micropolítica, Cuidado e Saúde Coletiva, e Rede de Observatórios de Políticas Públicas, Educação e Cuidado em Saúde, que se estendem às UFMG, UFF, UNIRIO, UFES, UFPB, USP, UNICAMP, UFMS, UERJ, UEL, entre outras. Mantém vinculo de ensino e pesquisa com o Instituto de Salud Colectiva – Universidade Nacional de Lanus, Argentina e Universidade de Barcelona através do Grupo Profa Margarida Pla Consuegra. Tem tido relações de intercambio científico com a Universidade de Bolonha pelo Centro de Saúde Internacional.

SOBRE O CURSO

O curso é gratuito e destina-se a profissionais com formação superior completa e que estejam atuando na área da saúde, preferencialmente, em Unidades Básicas de Saúde, Núcleos Ampliados de Atenção à Saúde da Família e Atenção Básica, Centros de Especialidades Odontológicas, Policlínicas Municipais e Centros de Atenção Psicossocial.

A atividade conta com parceria da Semsa-Manaus, por meio da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap/Semsa) e com a Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (Redescola).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra aborda avaliação de segurança toxicológica por métodos alternativos ao uso animal

O Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promoveu na última sexta-feira, 19/7, a palestra “Avaliação de segurança toxicológica por métodos alternativos ao uso animal de produtos oriundos da biodiversidade amazônica”, ministrada pela pesquisadora Nádia Cristina Falcão Bücker, bolsista do Programa de Capacitação Institucional do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (PCI/Inpa).

Segundo Bücker, o interesse por novos fármacos oriundos da Amazônia abrange diversas doenças, sobretudo, a necessidade por medicamentos que possam ser mais ativos que os existentes atualmente e, ao mesmo tempo menos tóxicos. Nesse contexto novas pesquisas com plantas são importantes, uma vez que novas substâncias podem ser extraídas, isoladas, modificadas e testadas com o intuito de encontrar alternativas terapêuticas.

A palestra abordou as potencialidade e importância do desenvolvimento de métodos alternativos ao uso de animais. “Dentro desse contexto vê-se a necessidade de métodos alternativos ao uso animal para análises toxicológicas, visto que os métodos convencionais utilizam um elevado número de animais e provoca muito sofrimento, além de apresentar um alto custo financeiro”, enfatizou Bücker.

SOBRE A PALESTRANTE

Nádia Bücker é graduada em Farmácia – Bioquímica pela Universidade Paulista, Mestrado e Doutora em Farmácia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é bolsista do Programa de Capacitação Institucional (PCI/Inpa), desenvolvendo o projeto “Avaliação de atividades biológicas de extratos e substâncias isoladas por métodos alternativos ao uso animal”, junto ao grupo de pesquisa do Laboratório de Bioprospecção e Biotecnologia do Inpa (LABB/INPA).

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

 

 

Prorrogada data de divulgação das inscrições homologadas no processo seletivo para facilitadores

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia), considerando o grande número de inscrito no processo seletivo, referente a Chamada Pública Nº 006/2019, para a seleção de profissionais com nível superior que irão atuar nos municípios do Amazonas como facilitadores, comunica que publicará o resultado da análise das inscrições, para fins de homologação, no dia 31 de julho de 2019, às 15h.

A Comissão de seleção informa ainda que, no dia 22 de julho, publicará o cronograma do processo seletivo, com as datas das demais etapas do processo.

Confira o comunicado AQUI.

SOBRE O QUALIFICASUS

O Projeto QualificaSUS  é uma iniciativa do ILMD/Fiocruz Amazônia  que tem como objetivo qualificar o corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amazonas e órgãos parceiros, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS.

São cursos de atualização, especialização e mestrado que adotarão modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, na problematização da realidade local, na valorização do conhecimento e experiência do trabalhador, entendido como sujeito das práticas de gestão e sanitárias desenvolvidas nas unidades de saúde.

Os cursos serão ofertados em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. A iniciativa conta com recursos oriundos de emenda 71040010, da bancada parlamentar do Amazonas e com parceria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas  (Cosems-AM).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Fiocruz Amazônia abre inscrições para o Curso de Atualização em Boas Práticas Laboratoriais

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) abre inscrições para o Curso de Atualização em Boas Práticas Laboratoriais: Diagnóstico de Agentes Infecciosos de Importância para Saúde.  O curso é gratuito e aulas acontecerão no período de 5 a 9 de agosto, em horário integral, na sede da Fiocruz em Manaus, à rua Teresina, 476, Adrianópolis.

Serão 40h de atividades. Estão sendo oferecidas 20 vagas cujo preenchimento obedece às condições da chamada publicada em: https://campusvirtual.fiocruz.br/gestordecursos/hotsite/boaspraticaslaboratoriais-ILMD2019/processo-seletivo/2098.

O curso tem por objetivo capacitar profissionais de nível médio a utilizarem técnicas laboratoriais de modo seguro, a fazerem interpretação dos diferentes métodos de diagnósticos de microrganismos e parasitos, normas da qualidade e de biossegurança; atualizar os profissionais quanto às técnicas de esterilização, pipetagem; preparação de meios de cultura, soluções e lâminas; e aprimorar técnicas de identificação de microrganismos e parasitos de importância para saúde.

Podem se inscrever profissionais de nível médio (tecnologistas e auxiliares de laboratórios) de Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs), de universidades, de secretarias  e demais instituições que atuam na área da saúde, alunos de cursos técnicos e de graduação da área da saúde.

As inscrições podem ser feitas de 15 a 29 de julho, no Campus Virtual da Fiocruz, em https://campusvirtual.fiocruz.br/gestordecursos/hotsite/boaspraticaslaboratoriais-ILMD2019/formulario.

Os nomes dos selecionados para fazerem o curso serão divulgados no dia 1 de agosto de 2019, no site e por e-mail, a ser enviado aos selecionados.

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

É necessário o envio dos seguintes documentos (em .PDF) para análise no processo seletivo:

  • Cópia do diploma de ensino médio, técnico ou de graduação na área da saúde;
  • Currículo Lattes;
  • Carta de intenções do candidato (formato livre);
  • Carta de liberação escrita pela chefia/gestor liberando-o para participar do curso (quando for o caso).

A seleção ocorrerá nos dias 30 e 31 de julho de 2019, e envolverá análise do currículo lattes, carta de intenções do candidato e carta de liberação da chefia ou de um professor tutor/orientador, e toda documentação exigida.

Será atribuída maior pontuação aos candidatos que trabalham na área e que entreguem carta de intenção que justifique a participação no curso.

Mais informações no Campus Virtual da Fiocruz

ILMD/Fiocruz Amazonia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Nascimento

Divulgada nova data de defesa do ProfSaúde

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) informa nova data de defesa, do Programa de Mestrado Profissional em Saúde (ProfSaúde)

SOBRE O PROGRAMA

O ProfSaúde é um programa de pós-graduação stricto sensu realizado em rede, que tem por finalidade formar profissionais de saúde que atuam na Saúde da Família/Atenção Básica. Além disso, o programa pretende fomentar a produção de novos conhecimentos e inovações na atenção básica no País, respeitando a diversidade regional e integrando instituições acadêmicas e gestores da saúde pública.

O Programa é reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação, resultado da parceria entre a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e conta com o apoio da Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e dos ministérios da Saúde e da Educação.

CONFIRA

Nome do discente: Nathalie Matos Gama

Título da Dissertação: Assistência aos pacientes com Diabetes Mellitus acompanhados nas unidades básicas de Saúde do Município de Coari/AM.

Data: 28/8/2019

Horário: 13h30

Local: Sala 602, 6º andar – Predio da ENSP/FIOCRUZ – Rua Leopoldo Bulhões, 1480 – Manguinhos, Rio de Janeiro. CEP: 21041-210

Palestra na Fiocruz Amazônia irá abordar métodos de estudo de comunidades microbianas e aplicações

O estudo da composição e estrutura de comunidades microbianas não é uma questão trivial.  As metodologias disponíveis para identificação taxonômica de microrganismos sejam elas baseadas em métodos dependentes ou independentes de cultivo possuem limitações. Em termos de cultivo bacteriano, é ainda mais difícil prover todas as condições apropriadas para indução do crescimento de microrganismos fastidiosos.

O Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove na próxima sexta-feira, 12/7, na sala de aula 1, prédio anexo, a palestra “Métodos de estudo de comunidades microbianas e aplicações”, a ser ministrada pela pesquisadora, Lorena Nacif, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A palestra trará como estudo de caso o tema de pesquisa do Laboratório de Biologia Molecular/ICB da Ufam: Microrganismos associados a abelhas nativas da Amazônia. Segundo a palestrante, o desenvolvimento de técnicas independentes de cultivo, ultrapassou a necessidade de isolamento prévio do microrganismo representando um grande avanço para os estudos de diversidade microbiana.

“Recentemente, as tecnologias de Sequenciamento de Nova Geração (SNG) revolucionaram os estudos de diversidade microbiana com a possibilidade de se analisar milhões de fragmentos de DNA. A alta cobertura dessas tecnologias permite que a estrutura microbiana de uma dada amostra  seja revelada minuciosamente, incluindo os microrganismos menos abundantes. Mesmo com tantos avanços, as diferentes técnicas de estudo de comunidades microbianas possuem viés diferentes que devem ser considerados para um adequado desenho experimental”, explicou Nacif.

SOBRE A PALESTRANTE

Lorena é bacharel em Ciências Biológicas e mestre em Biologia Celular e Estrutural pela Universidade Federal de Viçosa (UFV-MG), doutora em Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam)

Possui experiência nas áreas de Microbiologia e Biologia Celular e Molecular atuando principalmente no estudo da microbiota associada à abelhas nativas da Amazônia, com interesse nas relações entre insetos sociais e micro-organismos simbiontes, prospecção de bioativos e catalogação da biodiversidade Amazônica.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento