Servidores aprovam novo Regimento Interno da Fiocruz Amazônia

Em assembleia geral realizada na manhã desta segunda-feira, 7/08, os servidores do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) aprovaram, por unanimidade, os destaques feitos ao novo Regimento Interno da unidade, concluindo assim o processo de discussão e aprovação do documento. Entre as alterações propostas, estão a criação de núcleos e coordenações que acompanham a evolução da Ciência e passam a atender às demandas de diversas áreas da pesquisa, a implantação e coordenação da política de comunicação da unidade e o controle interno de atividades junto à diretoria. A assembleia foi presidida pela diretora do ILMD/Fiocruz Amazônia, Adele Benzaken, e contou com representantes de todos os setores da instituição.

A extinção do Núcleo de Apoio à Pesquisa (NAP) foi um dos pontos discutidos durante a reunião. Com a alteração, o setor cresce e passa a funcionar como Serviço de Apoio à Pesquisa e Inovação, composto por três núcleos (de Inovação Tecnológica, de Serviços e Referência e de Programas Institucionais). “A mudança acompanha a evolução da Ciência e a ampliação dos quadros do ILMD/Fiocruz Amazônia”, afirmou a vice-diretora de Pesquisa e Inovação, Stefanie Lopes. Concordando com Stefanie, o chefe do Laboratório de Modelagem em Estatística, Geoprocessamento e Epidemiologia (LEGEPI), Jesem Orellana, observou que o NAP teve sua relevância histórica e atendeu ao propósito de sua criação.

“No entanto, a unidade cresceu, ampliou seu escopo de atuação e a capacidade de trabalhar em rede, impondo a superação de novos desafios, como o reordenamento de atuação do seu quadro de servidores e colaboradores. Ao fim, ganham o ILMD, a sociedade e o SUS”, destacou Orellana. A metodologia utilizada na condução da assembleia permitiu que que todos os destaques feitos durante três reuniões do Conselho Deliberativo do ILMD/Fiocruz Amazônia fossem aprovados, de forma ágil e democrática.

Uma versão atualizada contendo mudanças em pontos específicos do Regimento Interno foi elaborada pela Diretoria com apoio de sua Assessoria e em consulta aos colaboradores do ILMD/Fiocruz Amazônia de todos os setores. Esta nova versão foi discutida e apreciada pelo Conselho Deliberativo nos dias 24/04/2023, 08/05/2023 e 15/05/2023. Durante a assembleia, os participantes com direito a voto poderiam apreciar, alterar, suprimir ou aprovar os artigos com proposta de mudança (destacados em vermelho na minuta do Regimento Interno encaminhada a todos os servidores da instituição).

Participaram da assembleia com direito a voto os servidores ativos da Fiocruz lotados na unidade, os servidores cedidos oficialmente de outras instituições públicas, com mais de um ano de atividades na unidade, servidores ocupantes de cargos de confiança (também com mais de um ano na unidade), assim como pesquisadores visitantes de órgãos públicos nacionais ou internacionais, de órgão de fomento ou outras formas de cooperação, um representante do corpo discente da cada programa de pós-graduação Stricto Sensu, devidamente matriculado e com mais de um ano na instituição, e um representante do conjunto de profissionais prestadores de serviços, também com mais de um ano na unidade, vinculado à empresa contratada.

A diretora do ILMD/Fiocruz Amazônia agradeceu a presença e o envolvimento de todos ao longo do processo de discussão das pautas do Regimento Interno. “Devemos ser ousados, se necessário criar, sim, novos serviços porque, ao fazermos isso, nos obrigamos de alguma forma a termos instrumentos para requerer mais profissionais para ocupar determinadas funções”, afirmou, agradecendo a todos.