Posts

Prorrogadas as inscrições para curso de especialização em Gestão das Organizações Públicas de Saúde

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) prorrogou para quarta-feira, 15/01, as inscrições para o processo seletivo do curso de pós-graduação lato sensu em Gestão das Organizações Públicas de Saúde, que será realizado no município de Maués (AM).

Confira aqui a republicação do edital.

O curso é gratuito e podem participar da seleção profissionais com nível superior, que atuam no município de Maués e arredores, desempenhando atividades na área de gestão da Atenção Básica da Saúde.

A especialização é promovida pelo ILMD/Fiocruz Amazônia e acontece no âmbito do Projeto QualificaSUS, Para esta ação, a Fiocruz Amazônia conta com parceria do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-AM).

Para o curso estão sendo ofertadas 50 vagas. A especialização tem duração de 12 meses, tempo em que o aluno deverá cursar 400 horas em disciplinas e realizar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Esclarecimentos sobre os documentos e envio da inscrição podem ser solicitados somente através do endereço eletrônico duvidaslato.ilmd@fiocruz.br. Para se inscrever, o candidato deve apresentar a documentação solicitada no edital. A inscrição é feita apenas por e-mail. Para efetivar sua inscrição, o candidato deve enviar toda documentação exigida, digitalizada em um único arquivo, no formato “pdf” de até 10MB, para o endereço eletrônico inscricaolato.ilmd@fiocruz.br

SOBRE O QUALIFICASUS

O Projeto QualificaSUS  é uma iniciativa do ILMD/Fiocruz Amazônia  que tem como objetivo qualificar o corpo de trabalhadores que atuam gestão e no atendimento das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amazonas e órgãos parceiros, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS.

São oferecidos cursos de atualização, especialização e mestrado que adotam modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, na problematização da realidade local, na valorização do conhecimento e experiência do trabalhador, entendido como sujeito das práticas desenvolvidas nas unidades de saúde.

Os cursos estão sendo ofertados em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. A iniciativa conta com recursos oriundos de emenda parlamentar da bancada do Amazonas. Atualmente, a Fiocruz Amazônia, por meio do Projeto QualificaSUS, realiza um curso de mestrado profissional, em Manaus,  mais 3 cursos  de pós-graduação lato sensu, que acontecem nos municípios de Tabatinga, Itacoatiara e Tefé, além de 33 cursos de atualização para profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) nos municípios do Amazonas.

Para acessar este edital e demais chamadas públicas da Fiocruz Amazônia, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Nascimento

 

 

Fiocruz Amazônia inicia especialização em Tefé (AM), pelo Projeto QualificaSUS

No município de Tefé (AM) inicia na segunda-feira, 9/12, o curso lato sensu em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária.  O curso é mais uma oportunidade de especialização, oferecida a trabalhadores graduados das secretarias municipais de saúde do Amazonas, no âmbito do Projeto QualificaSUS.

Para esta ação de ensino, o ILMD/Fiocruz Amazônia conta com a parceria do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-AM) e apoio de emenda parlamentar da bancada do Amazonas.

O quê? Aula inaugural do Curso Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária em Tefé

Quando? 9/12/2019

Hora? 8h30min

Onde? Auditório do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), localizado na Rua Olavo Billac, n° 341, Centro, no município de Tefé (AM).

O curso destina-se aos profissionais de nível superior de Tefé e entorno, que desempenham suas funções e/ou atividades em unidades básicas de saúde e/ou unidades de saúde da família, ou equivalente, na microrregião do Alto Solimões.

A turma inicia com 51 alunos. As aulas são presenciais, em sistema modular e acontecem em período integral (matutino e vespertino), uma semana por mês, de segunda a sábado. O curso tem duração de 12 meses, incluindo a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Com coordenação do professor Bernardino Albuquerque, a especialização oferece 10 disciplinas, com carga horária de 460 horas, e estão envolvidos nesse processo 15 professores. O certificado será destinado aos alunos que concluírem toda a carga horária e defenderem o trabalho de conclusão.

O objetivo do curso é qualificar profissionais que atuam em cuidados primários de saúde para implantação e desenvolvimento de ações de Vigilância em Saúde no plano territorial-local, promovendo a integração entre oferta de cuidados de APS e ações de vigilância na rede básica de serviços de saúde.

Sobre o ‘QualificaSUS’

O Projeto QualificaSUS  é uma iniciativa do ILMD/Fiocruz Amazônia  que tem como objetivo qualificar o corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amazonas e órgãos parceiros, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS.

São cursos de atualização, especialização e mestrado que adotarão modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, na problematização da realidade local, na valorização do conhecimento e experiência do trabalhador, entendido como sujeito das práticas de gestão e sanitárias desenvolvidas nas unidades de saúde.

Os cursos serão ofertados em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. A iniciativa conta com recursos oriundos de emenda parlamentar da bancada do Amazonas e com parceria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Diovana Rodrigues
Imagem: Mackesy Pinheiro

 

Fiocruz Amazônia abre inscrições para especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde, em Tefé

De 2 a 16 de outubro estão abertas as inscrições para o processo de seleção pública simplificada de candidatos, para ingresso no Curso de Lato Sensu em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde, oferecido pelo Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), em parceria com o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde – COSEMS-AM, no âmbito do Projeto QUALIFICASUS. O curso será realizado no município de Tefé (AM).

O curso é gratuito e destina-se a profissionais com nível superior das Secretarias Municipais de Saúde de Tefé e municípios vizinhos, que desempenham suas funções e/ou atividades na área de Vigilância em Saúde. Para esta Chamada, serão oferecidas 50 vagas. O período de realização do curso será: novembro de 2019 a outubro de 2020.

Confira o edital AQUI

O ingresso ao Curso de Especialização será mediante Processo Seletivo, que será realizado em duas etapas: 1ª Etapa – Homologação das inscrições; e 2ª Etapa – Análise documental para efeito de pontuação (as etapas são eliminatórias). Ao longo de 12 meses, o aluno deverá cursar 460 horas em disciplinas e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O curso será realizado em período integral (matutino e vespertino), em sistema modular, uma semana por mês, de segunda a sábado, em local a ser definido pela Secretaria Municipal de Saúde do município.

O objetivo do curso é qualificar profissionais que atuam em cuidados primários de saúde para implantação e desenvolvimento de ações de Vigilância em Saúde no plano territorial-local, promovendo a integração entre oferta de cuidados de APS e ações de vigilância na rede básica de serviços de saúde.

Para se inscrever, o candidato deverá apresentar a documentação solicitada no edital. A inscrição ocorrerá apenas por e-mail. Para efetivar sua inscrição, o candidato deverá enviar toda documentação exigida, digitalizada em um único arquivo, no formato “pdf” de até 10MB para o endereço eletrônico inscricaolato.ilmd@fiocruz.br

O horário limite para envio da inscrição será 15h (horário de Manaus/AM) do último dia de inscrição definido no Cronograma. Documentos enviados após o período da inscrição não serão aceitos para avaliação pela Comissão de Seleção.

Sobre o ‘QualificaSUS’

O Projeto QualificaSUS  é uma iniciativa do ILMD/Fiocruz Amazônia  que tem como objetivo qualificar o corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amazonas e órgãos parceiros, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS.

São cursos de atualização, especialização e mestrado que adotarão modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, na problematização da realidade local, na valorização do conhecimento e experiência do trabalhador, entendido como sujeito das práticas de gestão e sanitárias desenvolvidas nas unidades de saúde.

Os cursos serão ofertados em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. A iniciativa conta com recursos oriundos de emenda parlamentar da bancada do Amazonas e com parceria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Pinheiro

Fiocruz Amazônia recebe inscrições para curso de especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde, até 9/7

Profissionais da área de saúde que atuam na Região do Alto Solimões que compreende os municípios de Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tonantins e Tabatinga têm até o dia 9 de julho para fazer suas inscrições no Curso de Especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde.

 O curso é uma atividade do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e será realizado em Tabatinga. Para esta edição estão sendo oferecidas 50 vagas, sendo 20 para brasileiros e 30 para profissionais de saúde estrangeiros, dos seguintes países: Peru, Colômbia e Equador. As vagas destinadas aos candidatos estrangeiros são de responsabilidade exclusiva da Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde doo Ministério da Saúde (Aisa-MS).

As inscrições estão sendo recebidas no campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam/Campus Tabatinga), que fica no bairro Vila Verde, na sala de Departamento de Administração e Planejamento – DAP, no horário de 8h30 às 12h e de 14h às 17h, por Valderice Mendes, secretária do curso, no município.

Acesse o edital do curso em no site da Fiocruz Amazônia em  https://amazonia.fiocruz.br  ou clique.

A oferta do curso integra as ações de Educação definidas no Projeto QualificaSUS, do ILMD/Fiocruz Amazônia, e nesta atividade conta com em parceria da Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde do Ministério da Saúde (Aisa-MS), Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Organização Panamericana de Saúde (Opas), do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Amazonas  (Cosems) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Para a inscrição o candidato necessita preencher Formulário de Inscrição para o Processo Seletivo; Carteira de Identidade Civil ou Militar ou Carteira do Conselho de Classe; CPF; Diploma do curso de graduação; Certidão de casamento; Histórico Escolar do curso superior; Carta de liberação da chefia imediata para cursar a pós-graduação lato sensu ou Declaração própria de que tem condições de frequentar o curso, durante os 12 meses (para os candidatos sem vínculo funcional) além do Currículo Vitae.

A oferta do curso integra as ações de Educação definidas no Projeto QualificaSUS, do ILMD/Fiocruz Amazônia, e nesta atividade conta com em parceria da Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde do Ministério da Saúde (Aisa-MS), Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Organização Panamericana de Saúde (Opas), do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Amazonas  (Cosems) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Esclarecimentos sobre os documentos e envio da inscrição podem ser solicitados somente pelo e-mail duvidaslato.ilmd@fiocruz.br

SOBRE O QUALIFICASUS

O Projeto QualificaSUS  é uma iniciativa do ILMD/Fiocruz Amazônia  que tem como objetivo qualificar o corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amazonas e órgãos parceiros, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS.

São cursos de atualização, especialização e mestrado que adotarão modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, na problematização da realidade local, na valorização do conhecimento e experiência do aluno trabalhador, entendido como sujeito das práticas de gestão e sanitárias desenvolvidas nas unidades de saúde.

Os cursos serão ofertados em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. A iniciativa conta com apoio da bancada parlamentar do Amazonas e com parceria Cosems-AM.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas

 

 

Qualifica SUS: Fiocruz Amazônia e Secretarias Municipais de Saúde do Amazonas celebram acordos de cooperação.

Na última terça-feira, 28/5, o diretor do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Sérgio Luz, apresentou o Projeto Qualifica SUS, durante o VII Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas, realizado no município de Presidente Figueiredo.

Na ocasião, visando oficializar a parceria com o Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), a Fiocruz Amazônia selou os acordos de cooperação para o desenvolvimento do programa, que pretende qualificar mais de 5 mil trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado.

“Nós pretendemos contribuir para o aprimoramento do desempenho profissional dos trabalhadores, para que atuem em conformidade com as políticas e diretrizes de saúde, de forma integrada, articulando o ensino com a aplicação prática do conhecimento em suas funções”, explicou Sérgio Luz.

A iniciativa conta com apoio da bancada parlamentar do Amazonas, intermediada por emenda do senador Omar Aziz, e foi apresentada na última segunda-feira, 27/5, durante cerimônia, na sede da Fiocruz Amazônia. O Projeto vai ofertar cursos em todos os 61 municípios, além da capital Manaus.

Serão cursos de atualização, especialização e mestrado que estarão disponíveis para trabalhadores do SUS, que serão capacitados sob um modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, diante da realidade de cada localidade, respeitando o conhecimento e a experiência dos alunos.

A parceria com os secretários municipais de saúde, por meio do Cosems-AM vai possibilitar à Fiocruz Amazônia atender a todos os 62 municípios do Amazonas, por meio do Projeto Qualifica SUS, o que será um grande passo para a melhoria e efetividade dos serviços de saúde no interior do Estado.

“Esse é um sonho que temos há mais de 10 anos, em que os municípios possam ter maior acesso aos programas de capacitação. Esse projeto foi construído com base nas necessidades do sistema e, sobretudo com o apoio da Fiocruz Amazônia que é sempre muito sensível às nossas dificuldades”, comentou Januário da Cunha Neto, presidente do Cosems-AM.

Para Lizandra Farias, secretária municipal de saúde do município de Boa Vista do Ramos, o programa possibilitará a qualificação dos profissionais e melhoria na qualidade dos serviços de saúde prestados. “Isso vai ser muito importante para o município, pois os nossos profissionais poderão se qualificar, sem ter que ir até a Capital. Com essa iniciativa, poderemos oferecer uma saúde com mais qualidade para a população

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Fotos: Eduardo Gomes

 

Fiocruz Amazônia oficializa Projeto QualificaSUS

Qualificar mais de 5 mil trabalhadores do SUS no Amazonas, por meio de cursos presenciais é o que pretende o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) com o Projeto Qualifica SUS. A iniciativa que conta com apoio da bancada parlamentar do Amazonas, intermediada por emenda do senador Omar Aziz, recebeu nesta segunda-feira, 27/5, mais uma importante contribuição, a oficialização de parceria com Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM).

Em encontro ocorrido no Salão Canoas, na Fiocruz Amazônia, foram recebidos secretários municipais de saúde do interior e da capital, a direção do Cosems-AM, do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), e o senador Omar Aziz.

Fizeram parte da mesa o diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz,  a médica da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon), Mônica Bandeira de Melo, o presidente do Cosems-AM, Januário da Cunha Leite, o vice-presidente do Conasems, Wilames Freire Bezerra, o secretário municipal de Saúde de Manaus (Semsa), Marcelo Magaldi Alves, e Omar Aziz.

Sérgio Luz, diretor da Fiocruz Amazônia, ressaltou a importância do projeto para o Amazonas. “Com o Qualifica SUS pretendemos oferecer qualificação gradual do corpo técnico de Saúde dos municípios do Amazonas, contribuindo para o aprimoramento do desempenho profissional dos trabalhadores, para que atuem em conformidade com as políticas e diretrizes de saúde, de forma integrada, articulando o ensino com a aplicação prática do conhecimento em suas funções”, explicou.

Para Omar Aziz, o Projeto Qualifica SUS vem ao encontro de outras ações apoiadas por ele e que contribuem para a melhoria da Saúde no Estado. “A qualificação dos trabalhadores para atuar na área da saúde é muito importante, pois se tem uma gama de servidores que não têm essa oportunidade, e a Fiocruz Amazônia se dispôs a fazer isso, levantando as necessidades de treinamento e de endemias no Amazonas. Então, fico muito feliz em contribuir com uma emenda para qualificar pessoas que atendem à população mais carente do meu Estado”, comentou.

PARCERIA COM O COSEMS

A parceria com os secretários municipais de saúde, por meio do Cosems-AM vai possibilitar à Fiocruz Amazônia atender a todos os 62 municípios do Amazonas, por meio do Projeto Qualifica SUS, o que será um grande passo para a melhoria e efetividade dos serviços de saúde no interior do Estado, comentou Januário da Cunha Neto.

Na oportunidade, foi celebrado o Acordo de Cooperação entre Fiocruz Amazônia e Cosems-AM para o apoio à qualificação do corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das secretarias municipais de saúde do Estado e órgãos parceiros, com o comprometimento desses órgãos, de alocarem, dentro de suas possibilidades, recursos humanos e materiais, para projetos conjuntos, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS, no nível da atenção básica.

MEDALHA ZÉ DO SUS

Durante o evento, o Cosems-AM  concedeu ao senador Omar Aziz, ao médico, professor e pesquisador Bernardino Claudio de Albuquerque e ao pesquisador e diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, a Medalha de Honra ao Mérito Zé do SUS, pelo trabalho dos agraciados para a melhoria da Saúde no Amazonas,

Na ocasião, Januário da Cunha Neto, lembrou que o nome da Medalha Zé do SUS  é uma homenagem a um colaborador da Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), falecido em 2018, que ingressou no serviço público em 1978, onde ajudou na formulação de diretrizes, orçamento e organização do SUS, construindo um legado de atuação na saúde do Amazonas, que por seu entusiasmo lhe rendeu o apelido de “Zé do SUS”, devido seu compromisso com uma saúde voltada para a melhoria da qualidade de vida da população.

PROJETO QUALIFICA SUS

Durante o evento, o Projeto Qualifica SUS foi apresentado pela pesquisadora da Fiocruz Amazônia, Maria Luiza Garnelo, que falou, dentre outras coisas, sobre o número de cursos e público a quem o projeto se destina.

O Qualifica SUS vai ofertar cursos em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. Serão cursos de atualização, especialização e mestrado que estarão disponíveis para trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), que serão capacitados sob um modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, diante da realidade de cada localidade, respeitando o conhecimento e a experiência dos alunos.

PREVENÇÃO DE DOENÇAS

Em tema levantado pela médica Mônica Bandeira de Melo, fortalecido pelo discurso do senador Omar Aziz, esteve a questão da necessidade de ações de prevenção de doenças e promoção da saúde no Amazonas.

Na oportunidade, eles chamaram a atenção para a necessidade da união de esforços para combater o câncer de colo uterino e para a importância da interiorização das ações em saúde. Temáticas que serão continuadas amanhã, 28/5,  no VII Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas, que acontecerá no município de Presidente Figueiredo.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes

Fiocruz Amazônia capacita novos especialistas em Vigilância em Saúde para atuarem na tríplice fronteira do Alto Solimões

Apresentações de trabalhos nas modalidades de pôsteres e comunicações orais marcaram o encerramento do Curso de Especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde (APS) na Tríplice Fronteira do Alto Solimões. O simpósio de encerramento aconteceu no período de 7 a 9 de novembro, no município de Tabatinga, no Amazonas.

Participaram da especialização profissionais da Colômbia, Peru e Brasil, especialmente área da Saúde que atuam na tríplice fronteira. Concluíram no tempo previsto 23 alunos e 8 estão em processo de entrega do trabalho final.

O curso  foi oferecido pelo Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) em parceria com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde do Ministério da Saúde (Aisa/MS)  Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis – Aids do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (Susam), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), Instituto Federal do Amazonas (Ifam/Campus Tabatinga), Associação Brasileira de Profissionais de Epidemiologia de Campo (ProEpi) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Para o diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, a realização do curso em Tabatinga foi uma experiência muito rica, não só para os alunos, mas para as instituições envolvidas na atividade. “É uma sensação boa, de que fizemos a coisa certa, de que escolhemos os parceiros certos e que foram essenciais para que o curso acontecesse, e sabemos que essa experiência vai ficar marcada na vida profissional dos alunos, como está marcada na Fiocruz Amazônia”.

Os trabalhos desenvolvidos pelos alunos foram divididos em 8 temas, que integraram uma Carta de Recomendações elaboradas pela turma, com propostas de aprimoramentos das ações de vigilância em Saúde na região do Alto Solimões e da saúde pública para a população da fronteira.

Para Bernardino Albuquerque, diretor-presidente da FVS-AM, os trabalhos apresentados pelos alunos são muito importantes para o contexto da saúde no Amazonas. “A questão da vigilância em saúde é trabalhada e as vezes tratada como se fosse uma área de segundo plano dentro do contexto geral da saúde, o que na realidade não é; ela quando bem entendida, quando bem trabalhada é o carro-chefe de todo contexto da saúde, e que fornece informações necessárias para que o gestor possa utilizá-las de forma eficiente, dentro do planejamento de determinada ação.

Para Gonçalo Filho, enfermeiro e aluno da especialização, o curso foi muito proveitoso e abriu várias portas para quem trabalha com saúde na tríplice fronteira. “O curso nos deu oportunidade para pensar em projetos na área de epidemiologia, principalmente quando sabemos que ainda existe uma debilidade muito grande de políticas públicas de saúde, para a prevenção, controle e combate de agravos peculiares da região de fronteira. Tenho certeza que os colegas de turma vão fazer a diferença nas unidades de saúde onde trabalham e nos municípios onde residem, pois temos colegas não só de Tabatinga, mas de Amaturá, São Paulo de Olivença, Benjamin Constant, além dos países vizinhos”.

A fisioterapeuta colombiana, Marly Arango Nunes, que trabalha na Secretaria de Saúde Departamental de Letícia, também compartilha opinião favorável ao curso, pois além de ter tido oportunidade de fazer o curso pela Fiocruz, que é referência na área de saúde, e com isso ganhar uma boa bagagem profissional, também lhe foi permitido trocar experiências com os profissionais que atuam nos países vizinhos e em diferentes comunidades e segmentos da saúde.

SEGUNDA TURMA

Durante o simpósio, Sérgio Luz, anunciou que em breve será ofertada uma nova turma do curso de especialização. “Vamos realizar uma segunda turma, conseguimos financiamento junto a Opas. Iremos aumentar as ações nesse território da tríplice fronteira, por que reconhecemos  a importância dessa região, não só estrategicamente por ser uma área de fronteira, mas por todas as situações que encontramos aqui de saúde e meio ambiente, sendo esse um espaço que requer atenção especial, e que precisa estar preparado para o enfrentamento de crises epidemiológicas, com pessoas capacitadas e com o alinhamento de projetos futuros para a identificação rápida de situações e respostas aos desafios da saúde.

CARTA DE RECOMENDAÇÕES

No último dia do simpósio, os alunos apresentaram a Carta de Recomendações da 1ª Turma de Especialização de Vigilância em Saúde na Rede de APS do Alto Solimões, um documento assinado por autoridades e alunos, o qual propõe recomendações para problemas comuns identificados no Alto Solimões .

A carta informa que apesar das diferentes estruturas e organização administrativas, os problemas da saúde dos três países da fronteira são comuns, como alta incidência de agravos como tuberculose, malária, HIV/AIDS, doenças imunopreveníveis, entre outros; falta de recursos humanos locais ou mesmo capacitação, falta de coordenação, organização e planejamento para integração na região da tríplice fronteira, que acabam atingindo diretamente os resultados de saúde para os três países.

Ao final do Simpósio os alunos apresentaram atrações culturais para festejar o encerramento do curso.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas

Divulgado resultado das inscrições homologadas para curso de especialização em vigilância em saúde

Divulgado nesta quarta-feira, 27/9, o resultado das inscrições homologadas para o processo seletivo do Curso de Especialização em Vigilância em Saúde na Rede de APS na Tríplice Fronteira do Alto Solimões, do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu em Vigilância em Saúde, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

O curso será realizado no município de Tabatinga (AM), localizado à margem esquerda do Rio Solimões, na fronteira com a Colômbia e o Peru. As aulas iniciam no próximo mês de outubro e ocorrem de 23/10 a 29/10/17.

Confira aqui as inscrições homologadas

O curso é resultado de parceria com Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (Susam), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), ​Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde do Ministério da Saúde (Aisa), Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Organização Panamericana de Saúde(Opas), Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis – Aids do Ministério da Saúde, e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Conforme o edital da Chamada Pública Nº 004/2017, estão sendo oferecidas 20 vagas. A carga horaria é de 440 horas, distribuídas em disciplinas e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que ocorrerão em 12 meses, em período integral – matutino e vespertino – em sistema modular, uma semana por mês, de segunda a sábado.

PÚBLICO-ALVO

O curso é destinado aos profissionais de nível superior que desempenham suas funções e exerçam atividades em unidades básicas de saúde, unidades de saúde da família, ou equivalente, na microrregião do Alto Solimões.

O ILMD/Fiocruz Amazônia não concederá bolsa de estudo para os classificados.

Ascom/ ILMD Fiocruz Amazônia