Posts

Palestra na Fiocruz Amazônia vai abordar os desafios no diagnóstico de doenças, como Tuberculose e Micobacteriose

Na próxima sexta-feira, 22/11, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Tuberculose e Micobacteriose: desafios para o diagnóstico microbiológico”, a ser ministrada por Maurício Morishi Ogusku, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

Durante a palestra, serão apresentados dados sobre o Mycobacterium, composto este que possui mais de 220 espécies e subespécies, e dentre elas as principais são Mycobacterium leprae, responsável pela hanseníase e Mycobacterium tuberculosis, pela tuberculose.

Na ocasião, o pesquisador ressaltará que a tuberculose continua a ser um problema de saúde global, visto que, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2017, houve 1,6 milhão de mortes e cerca de 10 milhões de casos da doença. A nível nacional, há anos é considerada endêmica.

Alguns questionamentos devem ser debatidos durante a palestra, como o fato da real incidência da Micobacteriose pulmonar ser ainda desconhecida e a questão dos laboratórios de microbiologia como fontes imprescindíveis de estudos de cultura para micobactérias, a partir dos vários tipos de amostras clínicas, identificação das espécies micobacterianas, e depois dessas etapas, a formação de antibioticoterapia apropriada.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 2, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

Maurício Morishi Ogusku é mestre em Ciências Biológicas (Microbiologia) pela Universidade de São Paulo (USP) e doutor em Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Atualmente, atua como pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

Possui experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Micobacteriologia Médica, principalmente nos seguintes temas: Tuberculose, Micobacteriose, métodos bacteriológicos e moleculares de diagnóstico. 

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Diovana Rodrigues
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra na Fiocruz Amazônia irá apresentar estudo que propõem correção na taxa dos estupros de vulnerável no Brasil

O estupro de vulnerável é um fenômeno que tem sofrido um considerado aumento em sua ocorrência, mas pouco se conhece sobre esses números, devido ao alto índice de subnotificações referente a este tipo de crime. Em edição extraordinária, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) promove na próxima quinta-feira, 14/11, às 14h, a palestra “Uma proposta para a correção na taxa de estupro vulnerável no Brasil”, a ser ministrada pelo pesquisador, James Dean, professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A palestra irá apresentar um estudo, que teve como objetivo, estimar a taxa de estupro de vulnerável por meio da inferência bayesiana e técnicas de aumento de dados. Segundo o pesquisador, a metodologia proposta utilizou os dados de estupro de vulnerável de algumas cidades do interior do estado do Amazonas, referente ao período de 2010 a 2012.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

James Dean é graduado em estatística pela Universidade Federal do Amazonas, mestre em estatística pela Universidade Estadual de Campinas e doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Atualmente é professor da Universidade Federal do Amazonas. Possui experiência na área de probabilidade e estatística, com ênfase em inferência Bayesiana, atuando principalmente nos seguintes temas: modelos lineares dinâmicos, eficiência técnica produtiva, fronteira de produção, inferência bayesiana e aglomerados.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra na Fiocruz Amazônia vai abordar metabólitos secundários do gênero Bocageopsis (Annonaceae) da região amazônica e suas atividades biológicas

Na próxima sexta-feira, 8/11, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Metabólitos secundários do gênero Bocageopsis (Annonaceae) da região amazônica e suas atividades biológicas”, a ser ministrada por Elzalina Ribeiro Soares, pesquisadora da Universidade Federal do Amazonas

Durante a palestra, serão apresentados os dados biológicos de três espécies do gênero Bocageopsis (B. canescens, B. multiflora e B. pleiosperma) comumente encontradas na Região Amazônica. Recentes abordagens fitoquímicas realizadas com os óleos essenciais de B. multiflora e B. pleiosperma, e frações alcaloídicas de B. pleiosperma demonstraram a potencialidade química deste gênero.

Diferentes partes das plantas (folhas, galhos e cascas do tronco) foram analisadas a abordagens integrativas, possibilitando a identificação de vários metabólitos secundários. Além disso, ensaios antimicrobianos revelaram atividade bacteriológica dos óleos dos galhos finos e galhos grossos de B. multiflora, e das folhas de B. canescens e B. pleiosperma frente as cepas de Staphylococcus aureus, Serratia marcens e Mycobacterium smegmatis.

Segundo o estudo, os óleos essenciais das folhas de B. canescens e galhos finos e grossos de B. multiflora revelaram atividade fungicida frente ao patógeno Candida albicans.  De forma que, os resultados fitoquímicos e biológicos para o gênero Bocageopsis reforçam a importância do gênero para a família Annonaceae.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Elzalina é graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), mestre e Doutora em Química de Produtos Naturais e Biomoléculas pela UFAM. Durante o período do mestrado e doutorado adquiriu experiência em análises por Espectrometria de Massas e LC/MS, bem como determinação estrutural, voltado a química de produtos naturais.

Atuou como docente na UFAM no Departamento de Química como professora substituta (20 horas) nas disciplinas de Química Geral e Orgânica.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra na Fiocruz Amazônia apresentará estudos sobre nova via de ação do Mycobaterium tuberculosis

Na próxima sexta-feira, 18/10, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Mycobaterium tuberculosis regula a diferenciação mielóide associada à gravidade da tuberculose”, a ser ministrada por André Luiz Barbosa Báfica, professor da Universidade Federal de Santa Catarina.

Segundo o pesquisador, durante a palestra serão apresentadas evidências recentes do laboratório onde atua, demonstrando a manipulação do Mtb em células tronco hematopoeiéticas humanas. “Os dados revelam uma nova via de ação do Mtb, que envolve um módulo gênico compartilhado entre IL-6 e IFNs”, destacou.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 2, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

André é graduado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia e doutor em Patologia Humana na Fundação Oswaldo Cruz. Realizou pós-doutorado no Laboratory of Parasitic Diseases, National Institutes of Health, USA, onde estudou as vias de reconhecimento de patógenos intracelulares durante a infecção.

Atualmente é professor associado de Imunologia na Universidade Federal de Santa Catarina, onde estuda mecanismos imunológicos envolvidos na regulação de eventos infecciosos, empregando como modelo a interação co-evolutiva entre Mycobacterium tuberculosis e Homo sapiens.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra do Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia irá apresentar sobre câncer de colo de útero

Na próxima sexta-feira, 11/10, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Câncer de colo de útero: Porquê e como temos que dar um “tiro para a Lua” (alcançar o impossível)?”, a ser por Katia  Luz Torres Silva, Diretora de Ensino e pesquisa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (CECON).

Durante a palestra, será feita uma exposição da realidade epidemiologia do câncer de colo de útero em especial no Estado do Amazonas. A pesquisadora irá apresentar como se configura a história natural da doença e assim facilitar o entendimento de como podemos prevenir este câncer. “Todos terão o entendimento do que seria o “tiro para a Lua”, isto é, como será possível alcançar o que parece impossível. Iremos discutir o estado da arte das pesquisas voltadas para isso, contextualizando as pesquisas que estão sendo feitas no Amazonas”, disse.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 2, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Katia é Doutora em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Faculdade de Medicina da USP-SP, Mestre em Biologia Parasitária pela Fundação Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro, Especialista em epidemiologia pela pela Fundação Oswaldo Cruz (1994), Graduação em Farmácia e habilitação em análises clínicas pela Universidade Federal do Amazonas.

Atualmente é Diretora de Ensino e pesquisa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (CECON) e membro do Comitê de ética em Pesquisa em seres Humanos da Fundação CECON. Tem experiência na área de Bioquímica, com ênfase em Biologia Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: tiragem sorológica de doadores de sangue, malária transfusional, epidemiologia molecular da Hepatite C, técnicas hemoterapicas e tecnologia molecular, epidemiologia molecular do HPV, oncogênese.

É também coordenadora de projetos financiados pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP). (Texto informado pelo autor)

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia irá promover palestra sobre ética, justiça e equidade no acesso aos cuidados de saúde

Na próxima sexta-feira, 4/10, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Ética, justiça e equidade no acesso aos cuidados de saúde”, a ser ministrada ministrada por Plínio José Cavalcante Monteiro, professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Sobre a abordagem da palestra, o pesquisador explicou que, “garantir adequado acesso aos cuidados de saúde é missão nuclear no funcionamento dos sistemas de saúde. Políticas públicas podem promover ou violar direitos humanos, dependendo da forma como são concebidas e/ou executadas. Discriminações e iniquidades no acesso aos cuidados de saúde são eticamente inaceitáveis, haja vista que violam o direito à saúde.”

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 2, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Plínio é graduado em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas, e em Direito pelo Centro Universitário Nilton Lins, especialista em Homeopatia pela Universidade Federal de Uberlândia, especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria, em Administração Hospitalar e Gestão de Sistemas de Saúde pela Fundação Getúlio Vargas. É Mestre em Ensino em Ciências da Saúde (Bioética) pela Universidade Federal de São Paulo, e doutorado em Bioética pela Universidade de Brasília.

Atualmente é Professor Assistente do Departamento de Patologia e Medicina Legal (DPML) da Faculdade de Medicina (FM) e Vice-coordenador do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Getúlio Vargas (CEP/HUGV) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Atua principalmente nas seguintes áreas: Pediatria, Ética Médica, Bioética e Direito Médico e da Saúde.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

 

 

Palestra na Fiocruz Amazônia irá apresentar estudos proteômicos que revelam um novo papel da proteína FAK

Na próxima sexta-feira, 27/9, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Estudos proteômicos revelam um novo papel da proteína FAK (Focal Adhesion Kinase) na regulação do splicing do mRNA”, a ser ministrada ministrada por Isabelle Bezerra Cordeiro, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 2, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Isabelle é professora da Ufam, ministrando as disciplinas de Biofísica, Bioquímica e Bioética. Possui doutorado obtido pelo programa de pós-graduação em Biologia Funcional e Molecular pela Universidade Estadual de Campinas, na área de concentração Bioquímica, e mestrado pelo Programa Institucional de Pós Graduação em Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas.

Desenvolveu o projeto de identificação de proteínas nucleares ligantes de FAK em cardiomiócitos, visando o mapeamento de vias de sinalização celular que levam à hipertrofia cardíaca e interactoma da proteína FAK durante seu doutoramento. Possui experiência na área de Proteoma e Biologia Molecular.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

 

Estudantes da Ufam conhecem ações e estratégias de popularização da ciência promovidas pela Fiocruz Amazônia

Refletir sobre as concepções teóricas e as práticas que envolvem a relação entre a ciência e os diferentes públicos, tem sido pauta de importantes diálogos na universidade, especialmente na área da comunicação. No intuito de ampliar as ações de popularização do conhecimento científico, gerado no Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), estudantes do 4º período, do curso de Relações Públicas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), conheceram na última sexta-feira, 20/9, o trabalho da Instituição, em especial da equipe de Assessoria de Comunicação e Eventos da Unidade.

Na ocasião, os alunos foram recebidos pela Jornalista, Marlúcia Seixas, Assessora de Comunicação da Fiocruz Amazônia. Além de conhecer os objetivos e missão da Instituição, os estudantes puderam ter acesso também ao fluxo de atividades desenvolvidas pela equipe, especialmente sobre o processo de comunicação desenvolvido na Instituição desde o ano de 2016, entre eventos, ações de popularização e estratégia que utilizam o jornalismo como ferramenta de aproximação com a sociedade.

A Assessoria de Comunicação no ILMD/Fiocruz Amazônia está vinculada ao Gabinete e sua finalidade é atuar por meio da produção de materiais jornalísticos, publicitários e/ou editorial, em mídia impressa e/ou eletrônica, bem como realizar atividades de relações públicas e organização de eventos, tanto para o público interno quanto para o externo, contribuindo para a popularização da ciência através da divulgação cientifica e promoção da imagem do Instituto.

De acordo com Judy Tavares, professora da disciplina Planejamento de Relações Públicas 2, a visita é um oportunidade de contato com a prática nas Instituições. “É sempre comum nós levarmos eles para conhecer as instituições, no intuito de que possam conhecer o trabalho dos profissionais e entender como essas organizações trabalham o seu planejamento. Normalmente as assessorias acabam contando um pouco das suas práticas, além do processo de comunicação desenvolvido junto aos diferentes públicos”, explicou.

SOBRE A FIOCRUZ AMAZÕNIA

O ILMD/Fiocruz Amazônia é a unidade técnico-científica da Fundação Oswaldo Cruz no Amazonas.  Sediado em Manaus, sua missão é contribuir para a melhoria das condições de vida e saúde das populações amazônicas e para o desenvolvimento científico e tecnológico regional e do País, integrando a pesquisa, a educação e ações de saúde pública.

Para o desenvolvimento de suas ações conta com instituições parceiras que apoiam projetos de caráter multidisciplinar e interinstitucional, gerando conhecimentos essenciais para a criação de políticas públicas, que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da sociedade.

A produção de conhecimento científico no ILMD/Fiocruz Amazônia também ocorre por meio das ações de cooperação técnica, realizadas através da assessoria técnico-científica desenvolvida junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), com foco especial no conhecimento das realidades sócio-sanitárias e epidemiológicas da Amazônia.

O ILMD/Fiocruz Amazônia estabelece cooperação com instituições nacionais e internacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde (CT&IS), por meio de Acordos de Cooperação Técnico-Científica em Saúde com as demais unidades da Fiocruz, com instituições da Amazônia, nacionais e de outros países.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Fotos: Eduardo Gomes

Palestra do Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia vai abordar aspectos gerais da resposta imunológica na tuberculose

Na próxima sexta-feira, 20/9, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Aspectos Gerais da Resposta Imunológica na Tuberculose”, a ser ministrada pela pesquisadora, Aya Sadahiro, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Segundo Aya, a palestra irá abordar aspectos gerais da Tuberculose (Tb), contextualizando que a doença continua sendo um grave problema de saúde pública mundial e que o Brasil está entre os 25 países que contribuem com mais de 50% dos novos casos registrados por ano de Tb no mundo. Neste contexto, a pesquisadora explicará a importância de estudar a Tb em Manaus/AM.

Na ocasião, ela comentará sobre a forma de transmissão da Tb e as possíveis reações e respostas imunológicas do sistema imune inato e adaptativo, após os bacilos atingirem com o tecido pulmonar. O público poderá conhecer as pesquisas que a palestrante realizou nesses últimos 10 anos.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Aya é graduada em Farmácia pela Ufam, mestre e doutora em Ciências Biológicas (Microbiologia) pela Universidade de São Paulo (USP).

Atualmente é Professora Associada III da Ufam. Possui experiência na área de Imunologia e Microbiologia, atuando principalmente na Imunologia da Tuberculose

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

 

Palestra do Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia vai abordar condições de vida e serviços de saúde em assentamentos na Amazônia

Na próxima sexta-feira, 13/9, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Dimensões do abandono como dispositivo de uma condição subalterna: a ausência do Estado e seus rebatimentos nas condições de vida e nos serviços de saúde em assentamentos na Amazônia”, a ser ministrada pela pesquisadora, Ana Cláudia Fernandes Nogueira, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A palestra pretende apresentar a potência discursiva presente na vivência cotidiana, atravessada pelas condições naturais e políticas que assentamentos embrenhados na Amazônia impõem. Condições, que segundo a pesquisadora, na maioria dos assentamentos, têm sua gênese na exploração dos seringais, que por toda a região levava uma legião de humanos à precarização da vida.

De acordo com Ana Cláudia, a discussão sobre dimensões do abandono como dispositivo da condição de subalternidade “é costurada, como retalhos, principalmente a partir da fala das mulheres, uma vez que independente de suas origens, estas trazem em si a marca da renúncia e lançam seus olhares sobre os acontecimentos como maneira de justificar a partida ou a permanência nos assentamentos”, explicou.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Ana Cláudia é graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Amazonas, especialista em Antropologia da Saúde pela Fiocruz Amazônia, Mestre em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, na área de Política de Gestão Ambiental pela Universidade Federal do Amazonas, e Doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Tem experiência na área de Sociologia, Antropologia e Ciências do Ambiente, com ênfase em Sociologia Rural, Meio Ambiente e Saúde, Agroecologia, Educação do Campo, atuando nos seguintes temas: meio ambiente, assentamentos rurais, conflitos rurais, política pública e cultura .

Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal do Amazonas no Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente – IEAA, Campus do Vale do Madeira e membro do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Ambiente, Socioeconomia e Agroecologia – NUPEAS, no IEAA.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento