Posts

Fiocruz Amazônia realiza o Seminário Final do Programa Institucional de Estruturação dos Laboratórios

Na última sexta-feira, 6/3, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) realizou o Seminário Final do Programa Institucional de Estruturação dos Laboratórios (LABsAMAZÔNIA), parceria realizada entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A reunião contou com apresentações e compartilhamento de informações entre laboratórios, pesquisadores e alunos dos cursos de pós graduação da unidade, com o intuito de prestação de contas dos projetos em execução da Instituição. Além disso, foram apresentados os 8 editais lançados da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), com temática de interiorização e oportunidades de capacitação externa.

Conheça mais sobre os seis projetos em execução do ILMD/Fiocruz Amazônia:

Consolidação do Laboratório de Diagnóstico e Controle de Doenças Infecciosas da Amazônia

O Projeto “Consolidação do Laboratório de Diagnóstico e Controle de Doenças Infecciosas da Amazônia”, do laboratório de Diagnóstico e Controle e Doenças Infecciosas da Amazônia (DCDIA), coordenado por Patricia Orlandi e vice-coordenado por Paulo Nogueira.

O objetivo principal do projeto é estruturar e solidificar as competências e objetivos de pesquisas trabalhadas em torno da grande área temática de “Resistência de patógenos de importância na Amazônia: da Vigilância a Novos Tratamentos”, com três enfoques principais: controle da malária, bacteriologia e virologia.

O grupo publicou 80 artigos, sendo 11,2% com co-autoria dentro do laboratório.

Projeto Integral do Laboratório Território, Ambiente, Sustentabilidade e Saúde

O Projeto Integral do Laboratório Território, Ambiente, Sustentabilidade e Saúde (TASS), coordenado por Flor Ernestina Martinez Espinosa.

Os objetivos do projeto envolvem: contribuição com o fortalecimento do Programas de Pós-graduação (PPGs) do ILMD Fiocruz Amazônia; elaboração de um projeto estruturante do Laboratório; incentivo da formação continuada e permanente dos membros do laboratório, participando de congressos para divulgação dos resultados das pesquisas.

Dinâmica de Doenças Transmissíveis por Insetos na Amazônia: Aspectos epidemiológicos em áreas rurais e urbanas e interações parasito-hospedeiro

O Projeto “Dinâmica de Doenças Transmissíveis por Insetos na Amazônia: Aspectos epidemiológicos em áreas rurais e urbanas e interações parasito-hospedeiro”, do Laboratório Ecologia de Doenças Transmissíveis na Amazônia (EDTA), coordenado por Felipe Pessoa.

O objetivo principal é a consolidação, conclusão e complementação dos resultados dos projetos, coordenados por pesquisadores do laboratório, para serem concretizados em forma de publicações em revistas de alto impacto e em eventos científicos importantes nas áreas temáticas.

O laboratório atua como referência para Vigilância de vírus emergentes e reemergentes, principalmente na capacitação do Laboratório Central do Estado (LACEN), dos estados de Roraima (RR), Mato Grosso do Sul (MS) e Amazonas (AM), no diagnóstico molecular do vírus Oropouche, Mayaro, B19, sarampo e rubéola.

O grupo publicou 22 artigos, sendo em 14 revistas diferentes.

Estruturação do Laboratório de Diversidade Microbiana da Amazônia de Importância para a Saúde

O Projeto de “Estruturação do Laboratório de Diversidade Microbiana da Amazônia de Importância para a Saúde”, do Laboratório Diversidade Microbiana da Amazônia com Importância para a Saúde (DMAIS), coordenado por Ormezinda Fernandes.

O objetivo principal é a contribuição para a consolidação do laboratório juntamente ao Instituto Leônidas e Maria Deane, como um grupo de pesquisa multidisciplinar visando o desenvolvimento institucional.

O grupo submeteu 23 artigos, entre os quais 18 foram publicados.

Território Líquido e as Políticas Públicas de Saúde na Amazônia:  Uma Análise da Atenção Básica em Áreas Rurais, Ribeirinhas, Indígenas, de Várzea e de Fronteira

O Projeto “O Território Líquido e as Políticas Públicas de Saúde na Amazônia:  Uma Análise da Atenção Básica em Áreas Rurais, Ribeirinhas, Indígenas, de Várzea e de Fronteira”, do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia (LAHPSA), coordenado por Julio César Schweickardt.

O objetivo principal é a análise do desenvolvimento da política nacional da atenção básica em saúde nos territórios do Amazonas, além de fortalecer a produção de pesquisas na área de políticas públicas.

O grupo publicou quatro livros, com acesso livre, e participou de conferências municipais.

Estudo Exploratório das Condições de Vida, Saúde e Acesso aos Serviços de Saúde de Populações Rurais Ribeirinhas de Manaus e Novo Airão, Amazonas

O Projeto “Estudo Exploratório das Condições de Vida, Saúde e Acesso aos Serviços de Saúde de Populações Rurais Ribeirinhas de Manaus e Novo Airão, Amazonas”, do Laboratório de Situação de Saúde e Gestão do Cuidado de Populações Indígenas e outros grupos vulneráveis (SAGESPI), coordenado por Maria Luiza Garnelo.

O objetivo principal é a investigação das situações de saúde, perfil de acesso e uso de serviços de saúde de atenção primária à saúde de populações rurais do município de Manaus.

Os números do grupo contam com 20 artigos publicados e 8 submetidos, além de 12 mapas elaborados, 36 localidades, 5 UBSs e 287 domicílios georreferenciadas.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Diovana Rodrigues

 

 

Reunião na Fiocruz Amazônia aborda fortalecimento da rede laboratorial de saúde pública no país

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) recebeu, na última sexta-feira (7/2), a visita de uma comitiva do projeto “Fortalecimento da Rede de Laboratórios de Saúde Pública para Atendimento às Emergências em Vigilância em Saúde”, formada por representantes da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) Brasília e do representante do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), órgão americano responsável por investigar doenças infecciosas.

O projeto tem como objetivo o fortalecimento da rede laboratorial de saúde pública no país, com o foco para atendimento às emergências. A comitiva formada pelos técnicos da Fiocruz-Brasília, Mariana Verotti, Thais Minuzzi e Maria Helena Cunha e do CDC, Leonard Peruski, visitou outros dez laboratórios de saúde pública espalhados no Brasil.

O Vice-Diretor de Pesquisa e Inovação da Fiocruz Amazônia, Felipe Naveca, apresentou as atribuições do Instituto, a produção, e pesquisas desenvolvidas. Os consultores também puderam visitar os laboratórios para conhecerem os processos e infraestrutura do Instituto. Durante uma visita guiada, a comitiva conheceu ainda futuras instalações onde serão desenvolvidos estudos realizados por pesquisadores da instituição.

SOBRE O ILMD/FIOCRUZ AMAZÔNIA

O ILMD/Fiocruz Amazônia é a unidade técnico-científica da Fundação Oswaldo Cruz no Amazonas, que visa contribuir para a melhoria das condições de vida e saúde das populações amazônicas, integrando pesquisa, educação e ações de saúde pública. Para o desenvolvimento de suas ações conta com instituições parceiras que apoiam projetos de caráter multidisciplinar e interinstitucional, gerando conhecimentos essenciais para a criação de políticas públicas, que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da sociedade.

 

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Fotos: Eduardo Gomes