Posts

Fiocruz Amazônia debate sobre arboviroses em evento da ABC

Com o tema “Arboviroses no Estado do Amazonas”, Sérgio Luiz Bessa Luz, pesquisador e diretor do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia), ministrou palestra no simpósio e diplomação de novos membros afiliados da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da Região Norte –  2017/2021, evento realizado na última quinta-feira (31/8), no Auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

A exposição fez parte da sessão “Arboviroses emergentes no Brasil: situação atual e perspectivas”, apresentada pelos pesquisadores Pedro Vasconcelos, Jannifer Chiang, Lívia Carício e Raimunda Azevedo, do Instituto Evandro Chagas (IEC), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Sérgio Luz agradeceu o convite e destacou o estímulo em ver jovens pesquisadores sendo diplomados. “Agradeço a academia pelo convite, é uma honra participar de um evento desse porte, representando os trabalhos da Fiocruz Amazônia. É muito satisfatório ver esses colegas novos já sendo afiliados pela academia, isso é muito estimulante para a ciência e pesquisa na Amazônia e no Brasil.

“A Academia Brasileira de Ciências e o desenvolvimento científico e tecnológico nacional” foi o tema da conferência ministrada por Luiz Davidovich, presidente da ABC. A Academia é uma entidade que atua como sociedade científica honorífica e contribui para o estudo de temas de primeira importância para a sociedade, visando dar subsídios científicos para a formulação de políticas públicas, com foco no desenvolvimento científico do País, na interação entre os cientistas brasileiros com pesquisadores de outras nações.

Desde 2007, a academia criou uma nova categoria de membros, para jovens cientistas. Cada vice-presidência regional da ABC elege, a cada ano, até cinco pesquisadores de excelência, com menos de 40 anos, para que se tornem membros afiliados por cinco anos.

Wuelton Marcelo Monteiro, docente do curso de mestrado em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro, do ILMD/Fiocruz Amazônia.

Foram diplomados os pesquisadores: Fernanda de Pinho Werneck, do INPA; José Júlio de Toledo, da Universidade Federal do Amapá (Unifap); José Nazareno Vieira Gomes, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM); Joyce Kelly do Rosário da Silva, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e Wuelton Marcelo Monteiro, pesquisador da Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), professor adjunto da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade do Estado do Amazonas (UEA), docente do curso de mestrado em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro, do ILMD/Fiocruz Amazônia.

Ascom ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes.