Incidência de tuberculose em Manaus foi um dos temas abordados pela Fiocruz Amazônia, no Manauara Shopping

Manaus figura como a capital brasileira com maior incidência de casos de tuberculose. Até o ano passado era a 4ª no ranking. Outro dado preocupante é que o Amazonas se mantém pelo quarto ano seguido em primeiro lugar no ranking das unidades da federação com maiores taxas de incidência da doença no Brasil.

As informações foram dadas pela médica e pesquisadora do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Joycenea Matsuda, durante a palestra “O que é a tuberculose?”, ministrada no Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam), no Manauara Shopping.

A palestra e outras atividades fazem parte da programação da 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), promovida pelo ILMD/Fiocruz Amazônia, com o tema  ‘A matemática na saúde’, que acontecem até a próxima sexta-feira (24/11), no Ecam, das 10h às 16h, e na sede da Fiocruz Amazônia, no bairro de Adrianópolis, a partir das 19h.

“A tuberculose é uma doença que tem cura. Se trabalharmos no diagnóstico precoce da doença, diminuiremos muito a transmissão e sairemos desse pódio”, disse Matsuda. A médica mostrou, de forma lúdica, os preconceitos em torno da doença, os sintomas, diagnóstico e o tratamento. Para ela, a SNCT é uma oportunidade para disseminar  informações sobre a tuberculose e tentar diminuir os números alarmantes.

PARTICIPAÇÃO DE ESTUDANTES

Participaram cerca de 45 alunos da turma do 7º ano do ensino fundamental do Colégio da Polícia Militar Áurea Pinheiro Braga (CMPM IV), localizado no bairro Cidade do Leste, acompanhados pelas professoras Karina Milhomem e Adriana Tavares. “O contato dos alunos com essa atividade é fundamental para o processo de ensino e aprendizagem. Estávamos vendo em sala de aula justamente sobre o reino Monera, na disciplina de Ciências, e hoje eles viram de perto as bactérias nos microscópios. Com certeza é de grande importância”, opinou Karina, que é professora de Ciências, no ensino fundamental.

A aluna Analice Ferreira, 12 anos, disse que a atividade contribuiu de forma positiva para ampliar seus conhecimentos. “É muito bom aprender mais sobre esse tema. Essa foi a primeira vez que fizemos uma atividade fora de sala”, disse.

O aluno Ítalo Marques, 13 anos, apreciou bastante a observação nos microscópios expostos durante o evento e também a palestra sobre a tuberculose. “Foi uma oportunidade prazerosa, porque pude conhecer coisas novas. Gosto muito de ciências e matemática e hoje foi muito interessante”, revelou.

Também estiveram presentes no Espaço Ecam 30 alunos da Escola Municipal Marechal Cândido Rondon para participar da palestra “Diarreia e suas causas”  e das exposições do minilaboratório.

ATIVIDADES

As atividades da 14ª. SNCT promovidas pelo ILMD/Fiocruz Amazônia retomaram ao Espaço Ecam, com a participação da subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzenir Trajano, e do diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz. No dia 31/10, o Instituto e seus pesquisadores também estiveram no mesmo local, com atividades para alunos da Semed.

Na visão do gestor do ILMD/Fiocruz Amazônia, a SNCT impulsiona a divulgação científica no País. “A ciência é muito importante para o cotidiano e esse é um esforço do pesquisador em mostrar para a sociedade qual a importância da pesquisa para o desenvolvimento do País. Nós usamos a pesquisa todos os dias, temos contato com vários produtos oriundos da pesquisa e muitas vezes não nos damos conta de que ela está no nosso cotidiano”, disse Sérgio Luz.

Para a subsecretária da Semed,  essas ações são de grande relevância e a secretaria está aberta para essa aproximação com as instituições de pesquisa e a sociedade. “Os estudantes ao saírem da escola, criam uma expectativa e isso faz com que aprendam assuntos diferenciados. Essa sala de aula ampliada dá para o estudante uma noção de que a matemática, por exemplo, pode ser também aplicada à saúde e que não está apenas nos livros, no ensino formal”, frisou.

PROGRAMAÇÃO

As atividades da 14ª SNCT acontecem em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). A entrada em todas atividades é gratuita e aberta ao público.

A programação do evento ocorre em dois locais: no Ecam,  no Shopping Manauara (das 10h às 16h) e no Salão Canoas, auditório do ILMD/Fiocruz Amazônia (Rua Teresina, 476, Adrianópolis, das 19h às 21h).

Nesta quarta-feira, 22/11, o público pode conferir palestra com Yago Santos sobre ‘Filarioses na Amazônia’, das 10h às 12h, no Espaço Ecam – Manaura Shopping. Pela tarde, no mesmo espaço, das 14h às 16h, é a vez da palestra ‘Onde está o DNA?”, com Victor Souza. Na programação noturna, no Salão Canoas, do ILMD/Fiocruz Amazônia, ocorrerá a apresentação do Programa de Iniciação Científica (PIC), com a pesquisadora Stefanie Lopes.

Já na quinta-feira, 23/11, a pesquisadora Edilene Martins vai ministrar palestra sobre a ‘Malária no Brasil’, das 10h às 12h, e pela tarde o pesquisador André Corado falará sobre ‘Epidemiologia Molecular do HIV 1’, das 14h às 16h. Sobre ‘Infecção hospitalar em números’, Paula Taquita, ministrará palestra, no Salão Canoas, das 19h às 21h.

Na programação de sexta-feira, 24/11, das 10h às 12h, acontecerá palestra no Espaço Ecam, com a pesquisadora Luiza Garnelo, intitulada ‘Desigualdades Sociais na Amazônia’. No período da tarde, das 14h às 16h, a palestrante Laissa Barroso, falará sobre ‘Dermatófitos’. À noite, das 19h às 21h, no Salão Canoas, o público poderá assistir a palestra sobre a ‘Pesquisa no diagnóstico e controle da malária’, com as estudantes de pós-graduação Juliana Glória e Késsia Caroline Alves.

SERVIÇO

O quê? Atividades da Fiocruz Amazônia na 14ª. SNCT

Quando? 21 a 24 de novembro de 2017

Onde? Espaço Ecam (Manauara Shopping) e Salão Canoas  (sede do ILMD/Fiocruz Amazônia)

Que horas? 10h às 16h (Espaço Ecam) e das 19h às 21h (ILMD/Fiocruz Amazônia).

Por Cristiane Barbosa
Edição: Marlúcia Seixas
Fotos: Cristiane Barbosa e Eduardo Gomes