Segurança alimentar e o desafio da resiliência em cenários de seca e cheia são temas de oficina em Maués (AM)

Com o objetivo de divulgar os resultados parciais do Projeto Cidades amazônicas e eventos hidroclimáticos extremos: pesquisa para reduzir vulnerabilidade e estabelecer resiliência, o pesquisador Jesem Douglas Yamall Orellana, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), em parceria com pesquisadores da Universidade de Lancaster – Inglaterra, da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), organiza no município de Maués a Oficina cidadã: segurança alimentar e situação nutricional na Amazônia e o desafio da resiliência em cenários de seca e cheia extrema.

O evento será realizado no período de 16 a 18 de novembro no Instituto Federal do Amazonas (Ifam – Campus Maués), na Sala de Artes, no horário de 8h30 às 12h e das 14h às 17h30, e é dirigido a gestores e gerentes de órgãos públicos (em especial defesa civil, secretarias de saúde  e desenvolvimento social), pesquisadores, e demais interessados não só de Maués, mas também dos municípios vizinhos.

Na oportunidade, serão discutidos possíveis mecanismos que determinam como secas e enchentes afetam pessoas vulneráveis, especialmente as que habitam localidades não conectadas por acesso terrestre à capital ou a cidades de médio porte, assim como a discussão de estratégias para predizer a insegurança alimentar nessas populações.

Durante o evento também será discutida a possibilidade de estruturação de uma rede cidadã de cooperação e apoio entre gestores e gerentes locais das mais variadas áreas, pesquisadores e demais atores locais da sociedade civil organizada.

SOBRE O PESQUISADOR

Jesem Orellana é graduado em Enfermagem pela Universidade Federal de Rondônia (2003) e mestre em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2005). Atualmente é doutorando em Epidemiologia pela Universidade Federal de Pelotas. Atua como pesquisador colaborador da Lancaster University e é pesquisador assistente da Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: epidemiologia, violência e saúde, morbidade hospitalar, saúde da criança e da mulher.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: divulgação