Habilitação de laboratórios de referência é assunto de reunião com a CVSLR/Fiocruz

Para apresentar a Coordenação de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência (CVSLR/Fiocruz), estiveram nesta segunda-feira, 7/8, no Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Tânia Fonseca e Marília Santini.

A visita, que será feita também a outras Unidades da Fiocruz no país, teve como objetivos reunir a comunidade do ILMD para falar sobre o papel que os Laboratórios de Referência exercem no SUS e na Fiocruz e como eles funcionam dentro da Fundação.

Durante o encontro Marilia Santini falou também sobre a Rede Nacional de Laboratórios de Saúde Pública e sobre a expectativa de lançamento de um novo edital para credenciamento de laboratórios referência, conforme Portaria Nº 33, de 22 de junho de 2017, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (MS), que define o processo para habilitação dos Laboratórios de Referência Nacional e Regional, no âmbito da Rede Nacional de Laboratórios de Saúde Pública.

Segundo a Portaria 33/2017, a SVS/MS lançará até o próximo mês de outubro a chamada pública, por meio de edital a ser publicado no Diário Oficial da União, para composição da Rede de Referência Nacional e Regional de Laboratórios de Saúde Pública.

Para serem credenciados, os laboratórios públicos precisam dentre outros critérios, atender aos requisitos de Gestão da Qualidade, conforme o escopo do laboratório e tendo como referência as normas vigentes da ABNT; atender aos requisitos de Boas Práticas de Biossegurança; e possuir equipe técnica com formação profissional e experiência compatível com a área de conhecimento para a qual pretende se habilitar.

SOBRE A CVSLR/FIOCRUZ

 São atribuições da coordenação: elaborar, implementar, monitorar e avaliar o Programa de Vigilância em Saúde da Fiocruz; contribuir para a integração das atividades e ações de vigilância em saúde; coordenar o Núcleo de Vigilância em Saúde (NUVES) da Fiocruz; Elaborar, implementar, monitorar e avaliar o Programa Institucional de Apoio aos Laboratórios de Referência da Fiocruz; contribuir para a integração dos Laboratórios de Referência; ampliar as relações com o MS e demais gestores do SUS no que se refere a VS e LR; ampliar a participação na detecção e resposta às emergências sanitárias; e otimizar o papel da Central de Amostras.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes