Posts

Fiocruz Amazônia promove III seminário de projetos de discentes do PPGVIDA           

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) iniciou nesta quinta-feira, 17/5, o III Seminário de Projetos de Discentes do Programa PPGVIDA. A atividade faz parte de uma nova disciplina do curso, intitulada “Monitoramento de Pesquisa”, coordenada pelas professoras Evelyne Mainbourg, Alessandra Nava e Flor Espinosa.

O Seminário visa obter uma visão coletiva da produção de pesquisas a serem realizadas pelos discentes das turmas de 2016 e 2017 do PPGVIDA, além de promover a integração entre projetos e linhas de pesquisa, aprimorando a qualidade das investigações conduzidas no Programa. A atividade ocorre até esta sexta-feira, 17/5, a partir de 8h, no Salão Canoas, auditório da Instituição, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, Zona Sul de Manaus.

A coordenadora do PPGVIDA, Luiza Garnello, destacou que a criação da disciplina visa a construção e orientação das pesquisas durante o processo, antecedendo a qualificação e defesa. “Estamos instituindo vários momentos intermediários de construção e reflexão que permite termos uma noção longitudinal. Teremos nessa disciplina um conjunto de atividades, onde o seminário é uma delas, mas o aluno terá outras ferramentas para desenvolver ou aprimorar as habilidades e competências para o desenvolvimento do projeto”, explicou.

Entre as ações e ferramentas inseridas na disciplina, Garnello pontuou as seguintes atividades: curso de bancos de dados, para aprimoramento do manejo de dados e informações; curso de língua portuguesa, para aperfeiçoar a capacidade de redação dos alunos; curso de busca de bases bibliográficas, além de cursos gerenciamento de referências bibliográficas.

Segundo a pesquisadora Evelyne Mainbourg, uma das coordenadoras da disciplina, a atividade reuniu na banca examinadora pesquisadores de outras instituições, colaboradores da Fiocruz Amazônia, além de orientadores com diferentes olhares sobre as pesquisas apresentadas. “A ideia do seminário é submeter o trabalho dos alunos a observação de pessoas com outros olhares, alertar sobre determinadas dificuldade, envolver discentes e docentes”.

A apresentação dos trabalhos é organizada por blocos temáticos: Atenção básica, Epidemiologia, Saúde e Ciências Sociais, além de Fatores Sociobiológicos. Durante os dois dias, serão apresentados 26 trabalhos de mestrandos das turmas de 2016 e 2017 do PPGVIDA.

Para a mestranda, Milene Neves, a iniciativa oportuniza relevantes trocas que contribuem com o desenvolvimento do projeto de pesquisa. “A experiência é muito edificante, pois nos possibilita enxergar o trabalho dos colegas, apoiarmos a pesquisa do outro, trocando informações, além da oportunidade de ter outros pesquisadores olhando a nossa investigação e abrindo nossos olhos para questões que as vezes acabamos não enxergando durante a escrita ou no momento de traçar o caminho metodológico”, relatou.

SOBRE O PROGRAMA

O PPGVIDA tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde (SUS) na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

Para mais informações sobre o Mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia, clique.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

 

 

 

 

Divulgado resultado final do processo seletivo do PPGVIDA 

A Comissão de Seleção do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), divulgou nesta terça-feira, 15/5, o resultado final da Chamada Pública Nº 001/2018.

Para resultados e outras informações sobre este processo seletivo, acesse a Plataforma Siga, da Fiocruz, no link http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

A seleção para o PPGVIDA aconteceu em três etapas. Foram oferecidas 17 vagas, distribuídas nas linhas de pesquisa: Fatores sociobiológicos no processo saúde-doença na Amazônia (6 vagas), e Processo saúde, doença e organização da atenção a populações indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade (11 vagas).

Os candidatos aprovados ingressam no curso no segundo semestre deste ano.

SOBRE O CURSO

O curso de mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Pinheiro

Divulgados resultados da 3ª etapa do processo seletivo do PPGVIDA

A Comissão de Seleção do mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), divulgou os resultados das provas da 3ª etapa do processo seletivo 2018.

Para os resultados e outras informações sobre este processo seletivo, acesse a Plataforma Siga, da Fiocruz, no link http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

A seleção para o PPGVIDA acontece em três etapas. Estão sendo oferecidas 17 vagas, distribuídas nas linhas de pesquisa: Fatores sociobiológicos no processo saúde-doença na Amazônia (6 vagas), e Processo saúde, doença e organização da atenção a populações indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade (11 vagas).

SOBRE O CURSO

O curso de Mestrado de Condições de vida e situações de saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ASCOM ILMD/Fiocruz Amazônia
Imagem: Mackesy Pinheiro

Seminário na Fiocruz Amazônia aborda educação permanente e saúde da família

Com o tema “Campo (Inter)disciplinar da Saúde da Família: a interface com a educação e o cotidiano do trabalho na atenção básica”, teve início nesta quarta-feira, 26/4, o Seminário Saúde da Família, promovido pelo Programa de Mestrado Acadêmico em Saúde da Família (ProfSaúde), desenvolvido no Amazonas pelo Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e Escola de Saúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em rede com diversas instituições de ensino e pesquisa brasileiras.

O seminário acontece até amanhã, 27/4, e pretende promover reflexão sobre processos educativos na prática da atenção básica. Além disso, estão sendo realizadas aulas de qualificação de projetos dos mestrandos no âmbito da temática “Saúde da Família”. O evento reúne gestores, trabalhadores de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação na área da saúde.

Para o Coordenador do ProfSaúde/ILMD Fiocruz Amazônia, Rodrigo Tobias, o programa possui grande relevância por atuar principalmente na geração de conhecimento de profissionais que atua diretamente na atenção básica, proporcionando intervenções diretas ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Esse é a missão de um programa profissionalizante em saúde da família, pensar soluções práticas para intervenção de um SUS com qualidade. Isso é importante para a sociedade, pois não se trata simplesmente de um investimento no conhecimento, mas no investimento do conhecimento de profissionais da saúde que fazem acontecer a Atenção Básica e primária em seus lugares, no Estado do Amazonas”, destacou.

Compuseram a mesa de abertura do evento, a coordenadora do ProfSaúde/ UEA, Ângela Xavier; o coordenador ProfSaúde/ ILMD Fiocruz Amazônia, Rodrigo Tobias; o secretário municipal de saúde de itapiranga (AM), Jairo Pereira, representando o presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM); a gerente da Rede de Cuidados Crônicos da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), Luana Amaral, representando o secretário municipal de saúde de Manaus, Marcelo Magaldi; o diretor do Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam), e a assessora da diretoria do ILMD/Fiocruz Amazônia, Maria Olivia Simão.

O evento contou com a aula magna “Educação permanente e atenção básica: Complexidade no trabalho e aprendizagem no cotidiano”, ministrada pelo pesquisador Alcindo Ferla, docente do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGCol), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O palestrante destacou a relevância do programa de mestrado profissionalizante para as instituições de ensino e pesquisa no Amazonas. “Essa dinâmica de instituições de referência no ensino e na pesquisa trazerem profissionais que atuam no cotidiano do trabalho assistencial é uma via de duas mãos sempre. Precisamos reconhecer a importância e ousadia do Instituto, pois esse mestrado vai além das questões epistemológicas de renovação do conhecimento que faz bem para as Instituições de pesquisa e ensino”, pontou Ferla.

Para a Coordenadora do ProfSaúde/UEA, Angela Xavier, a qualificação desta primeira turma apresenta resultados bastante positivos. “Essa aproximação que estamos trazendo do conhecimento científico com a prática, e com esses profissionais que estão na ponta, é extremamente importante, e nos possibilita observar o progresso dos alunos nessa primeira parte do mestrado, visto que eles estão conseguindo levar um pouco desse conhecimento para o processo de trabalho deles, levando mudanças e reflexões sobre de trabalho que eles desenvolvem na ponta, nas unidades de saúde”, disse.

SOBRE O PROGRAMA

O ProfSaúde é um programa de pós-graduação stricto sensu realizado em rede, que tem por finalidade formar profissionais de saúde que atuam na Saúde da Família/Atenção Básica. Além disso, o programa pretende fomentar a produção de novos conhecimentos e inovações na atenção básica no País, respeitando a diversidade regional e integrando instituições acadêmicas e gestores da saúde pública.

O Programa é reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação, resultado da parceria entre a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e conta com o apoio da Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e dos ministérios da Saúde e da Educação.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

 

 

 

Divulgado o resultado da prova de Saúde Coletiva do PPGVIDA

A Comissão de Seleção divulgou nesta sexta-feira (20/4) o resultado da prova de Saúde Coletiva do processo seletivo do mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia.

Para o resultado da prova de Saúde Coletiva do PPGVIDA, bem como outras informações sobre este processo seletivo, acesse a Plataforma Siga, da Fiocruz, no link http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

O processo seletivo do PPGVIDA acontece em três etapas. Para esta chamada pública estão sendo oferecidas 17 vagas, distribuídas nas linhas de pesquisa: Fatores sociobiológicos no processo saúde-doença na Amazônia (6 vagas), e Processo saúde, doença e organização da atenção a populações indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade (11 vagas).

SOBRE O CURSO

O curso de Mestrado de Condições de vida e situações de saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas 
Imagem: Mackesy Pinheiro

2ª Republicação de Chamada Pública: mestrado acadêmico em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia  

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) anuncia a 2ª Republicação da Chamada Pública Nº 001/2018, com alterações no item 2, referentes a inscrição no processo seletivo para o curso de mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

Para a republicação acesse http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 10 de setembro deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Divulgada lista de isentos da inscrição para processo seletivo do PPGVIDA

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta sexta-feira, 9/3, o resultado dos pedidos de isenção de pagamento da taxa de inscrição, para o processo seletivo do curso de mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), chamada pública 001/2018.

Os candidatos que tiveram o pedido de isenção deferido receberão, via e-mail, declaração emitida pela Secretaria Acadêmica (SECA), que deverá fazer parte dos documentos de inscrição. As inscrições ocorrem de 13 a 29 de março de 2018.

A lista está disponível em http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

Neste ano, serão oferecidas 17 vagas divididas em duas linhas de pesquisa: Fatores sócio biológicos no processo saúde-doença na Amazônia, com seis vagas; e Processo Saúde-Doença e Organização da Atenção a populações indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade, com onze vagas.

Poderão participar do processo de seleção candidatos que até a data da matrícula, completarem curso de graduação de duração plena devidamente reconhecido pelo MEC. O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 10 de setembro deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 10/9, deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Aula inaugural marca início do ano letivo na Fiocruz Amazônia

Na próxima terça-feira, 6/3, será dado início ao ano letivo do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD / Fiocruz Amazônia). A abertura das atividades será marcada pela palestra “Capacitação de pessoal para o Sistema Único de Saúde (SUS): desafios e perspectivas”, que será ministrada por Manoel Barral Netto, vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação, da Fundação Oswaldo Cruz (VPEIC/Fiocruz).

Na oportunidade, também será a aula inaugural do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da lnteração Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação). O evento terá início às 9h, no Salão Canoas, auditório da Unidade, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, Zona Sul de Manaus.

Os programas, cursos e atividades de ensinos desenvolvidos pela Fiocruz Amazônia visam qualificar profissionais para funções especializadas nos campos das ciências e tecnologias em saúde, necessários à sociedade, bem como aprofundar conhecimentos e habilidades, voltando-se prioritariamente para a área de Saúde Coletiva e afins, promovendo atualização sobre os avanços de conhecimentos nesse campo e a ampliação das competências profissionais dos discentes.

Atualmente o Instituto conta com os seguintes cursos de Mestrado: Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação) e o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA)

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O PPGBIO-Interação tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

 

Divulgado o resultado da terceira etapa do processo seletivo para o mestrado PPGBIO-Interação

Divulgado o resultado da terceira etapa do processo seletivo Nº003/2017 do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

O resultado pode ser acessado em http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

O início das aulas está previsto para o dia 5 de março de 2018.

PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é um curso stricto sensu, que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

As aulas devem iniciar em março de 2018. Este processo seletivo é para a formação da segunda turma do PPGBIO-Interação.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia.

Foto: Divulgação

Divulgada a homologação das inscrições do curso de mestrado do PPGBIO-INTERAÇÂO

Divulgado hoje (17/10) o resultado da primeira etapa do processo seletivo do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro – PPGBIO-Interação, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia).

O resultado refere-se à homologação das inscrições e fornece informações sobre o local da prova de conhecimentos específicos.

Os candidatos que tiveram suas inscrições homologadas estão aptos a seguir para a segunda etapa, que compreende a submissão à prova escrita discursiva, a ser realizada no Salão Canoas do Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), no dia 26/10, de 14h às 17h.

Na correção da prova de conhecimentos específicos serão observados os seguintes critérios: adequação entre respostas e perguntas formuladas; Compreensão da bibliografia indicada; capacidade de contextualização teórica e metodológica da bibliografia indicada; capacidade de expressão escrita, incluindo coesão argumentativa; precisão conceitual; clareza e fluência; bem como adequação à norma culta do português escrito.

O resultado da homologação das inscrições está disponível no sistema Sigass em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127 .

O ILMD/Fiocruz Amazônia situa-se na rua Teresina, 476, Adrianópolis, Manaus (AM).

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso stricto sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

Este é o segundo processo seletivo para o PPGBIO-Interação. A primeira turma iniciou o curso em março deste ano.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Foto: Eduardo Gomes